terça-feira, 22 de setembro de 2015

Falta fundamento jurídico para impeachment, diz ex-ministro do STF.

Brasil


        O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres Britto, 72, diz que não há base jurídica para sustentar um processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff, e que não se pode “artificializar” argumentos para afastá-la do cargo.


Ele admite, em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, que o mau desempenho da presidente colocou o país em “situação delicada”, abrindo caminho para a discussão do impeachment, mas afirma que até agora não apareceram evidências de que ela tenha cometido um crime que justifique a abertura do processo.


livraria estudantil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Governo anuncia liberação de R$ 420 milhões para o Rio Grande do Norte.

  O Ministério da Fazenda informou nesta terça-feira (16) que o governo federal vai liberar R$ 420 milhões para o Rio Grande do No...