sexta-feira, 10 de junho de 2016

Biolarvicida obtido do bagaço da cana mata larvas de Aedes aegypti.



  Pesquisadores da Escola de Engenharia de Lorena da Universidade de São Paulo (EEL-USP) desenvolveram um biolarvicida a partir do bagaço da cana-de-açúcar capaz de eliminar as larvas do mosquito Aedes aegypti – transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya – ao dificultar a respiração e destruir a cutícula (exoesqueleto) que as revestem.

“Constatamos que o produto [um surfactantes] é capaz de matar as larvas do mosquito Aedes aegypti até 24 horas após ser diluído na água e destruí-las após 48 horas”, disse Silvio Silvério da Silva, professor da EEL-USP e coordenador do projeto, à Agência Fapesp.

postado por cicero luis






Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Oito pessoas são baleadas e dono de bar morre durante atentado em festa em Natal.

  Oito pessoas ficaram feridas e um homem morreu durante um atentado ocorrido no meio de uma festa no bairro Potengi, Zona Norte de ...