sábado, 1 de abril de 2017

Presidente Michel Temer não pode ser investigado por fato anterior a mandato, diz Janot.

Nacional

  O procurador geral da República, Rodrigo Janot, disse ao Supremo Tribunal Federal (STF) que não pode investigar as citações ao presidente Michel Temer no depoimento de delação premiada do ex-diretor da Transpetro, Sérgio Machado, na Operação Lava Jato.

Segundo o procurador, Temer não pode ser investigado por fatos que supostamente teriam ocorrido antes de assumir o cargo.

Em um dos trechos dos depoimentos de delação, Machado citou um suposto encontro com Temer, em 2012, na Base Aérea de Brasília, onde o presidente teria dito que precisava de recursos para a campanha do candidato Gabriel Chalita (PMDB) à prefeitura de São Paulo.

Na época, Temer era vice-presidente.

postado por cicero luis

DOCA AUTO PEÇAS


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Juiz nega liberdade a acusado de tentar matar chefes do MP no RN.

  O juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, titular da 3ª Vara Criminal de Natal, negou pedido de revogação e manteve a prisão do ex...