terça-feira, 6 de junho de 2017

Servidor que atirou em chefes do MPRN é transferido para clínica psiquiátrica.


 O servidor do Ministério Público que atirou no procurador-geral de Justiça do RN e em dois promotores em março deste ano foi transferido para uma clínica psiquiátrica nesta sexta-feira (2). 

A informação foi confirmada pela assessoria de imprensa da Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc). 

Guilherme Wanderley vai permanecer na clínica até que seja concluído o incidente de sanidade mental.

O juiz Ricardo Procópio Bandeira de Melo, da 3ª vara criminal de Natal, determinou, a princípio, a transferência de Guilherme Wanderley para a Unidade Psiquiátrica de Custódia e Tratamento (UPCT), mas foi informado que não há vagas no local, Assim que surgir uma vaga na UPCT, Guilherme deve ser transferido para o local.

Guilherme Wanderley estava preso no Centro de detenção Provisória (CDP) da Ribeira desde o dia 25 de março quando se entregou à polícia. 

A defesa alega que ele sofre de "transtornos psicológicos" e pediu a instauração de incidente de insanidade mental. 

O processo foi suspenso até que seja concluída a investigação de problemas mentais do servidor.

postado por cicero luis

LIVRARIA ESTUDANTIL


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Caminhão tomba e bloqueia trânsito na BR-230

  Um caminhão tombou na tarde desta sexta-feira na BR-230, no trecho que fica na serra de Santa Luzia, entre os municípios de Junco ...